domingo, 25 de abril de 2010

Embalado à vácuo, nem chimarrão

Com grande destaque, o Chimarrão da foto destaca o fato de ser a 1ª EMBALADA À VÁCUO, destacando a cor e o sabor do chá pelo fato de ser embalado dessa forma. Note a crase em à vácuo. A palavra vácuo é um substantivo masculino, portanto, se alguma coisa fizesse sentido nesta frase seria "embalada ao vácuo". Claramente isso não faz sentido, o que nos leva à conclusão de que o correto é remover a crase - embalada a vácuo.

terça-feira, 20 de abril de 2010

Sujeito a alterações tem crase?

Outra de contra-capa de revista. O preço de R$ 23,90 está sujeito à alterações, no texto, com crase. A palavra alterações está no plural. Se por acaso a frase tivesse crase, seria escrita "preço sujeito às alterações", como por exemplo em "preço sujeito às alterações previstas em contrato",  mas que nesta frase está longe de fazer sentido.

O certo mesmo é remover a crase: "preço sujeito a alterações".

O mesmo vale para variações do tema, como:

  • sujeito a guincho
  • sujeito a reboque
  • sujeito a sanções
  • sujeito a chuvas e trovoadas
  • sujeito a cancelamento
  • sujeito a multa
  • sujeito a demissão
  • sujeito a mudanças
  • sujeito a alterações



quarta-feira, 7 de abril de 2010

Incoerências da crase...

Essa entra na relação das crases incoerentes. Na revista de bairro acima, o anunciante não colocou crase em "Descontos de 20% a 70%" mas logo abaixo colocou crase em "de 05 À 07/02". Porque será que o publicitário responsável pela redação não estranhou duas frases tão parecidas com acentuação diferente uma da outra? Ao menos se ambas as ocorrências tivessem crase ficava um erro coerente, e não desleixado.


Em tempo: a primeira versão é a correta, sem crase. Isso vale para ambos os casos - descontos de 20% a 70% e de 5 a 7/02.

sábado, 3 de abril de 2010

Skype dá numeros a você - com crase



O Skype é uma empresa multinacional, o que não a exime de acertar as crases. Na configuração do Business Control Panel, lê-se a frase "Estes números pertencam À você". Seja você homem ou mulher, não há crase nesta frase. O correto é "Estes números pertencem a você." Sem falar do "extender", que em português é "estender", erro comum de quem tem muito contato com a língua inglesa (to extend).