segunda-feira, 18 de abril de 2011

A preço de custo


A preço de custo tem crase? Não, e por um simples motivo. Preço é um substantivo masculino.  Se alguma variação da frase acima faz sentido gramatical, é AO PREÇO DE CUSTO.  Vale lembrar que a crase é a fusão da preposição "a" com o artigo definido "a".

CORRETO: A PREÇO DE CUSTO

Outras variações sem crase: a preços de atacado, a preço de banana...

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Bife à cebolado ou acebolado?


Essa pérola veio do Kibeloco, um dos meus blogs favoritos de besteirol inteligente. Volta e meia pinta uma crase despirocada por lá.

A Rafaela, leitora do blog, mandou esta outra, lá de Guará-DF:


Bife à cebolado? É até pertinente discutir se a forma mais correta de se escrever é bife cebolado ou acebolado. Se anormal é algo que não é normal, não seria acebolado um bife sem cebola? Não existe porém uma maneira/forma/moda “cebolado”. O que existe é um alimento que, em alguma fase de seu preparo, foi temperado/decorado com cebolas, ou seja, foi acebolado… (Extraído de http://www.objetivandodisponibilizar.com.br/?page_id=2907).



RESPOSTA: BIFE ACEBOLADO

sábado, 2 de abril de 2011

Mileva à bordo


Outra indicação de um leitor do blog - obrigado, Zé Carlos. O pessoal do Milevo fez um site ajeitadinho, mas pisaram na bola ao escolher o slogan da empresa. Bem vindo a bordo não leva crase, como já vimos neste post sobre movido a combustível.  Bordo é um substantivo masculino, e a crase é a junção da preposição A com o artigo feminino A (A+A=À), não cabendo o acento grave indicativo da crase nessa expressão. 

CORRETO: BEM-VINDO A BORDO, sem crase

Em tempo: o pessoal já consertou o logo. Well done! E pelo jeito, já saiu do beta :-).