segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Candidato a Deputado


Candidato a deputado, candidato à persidência, candidato à vaga. Onde e porquê usar a crase? 

O Terra é sempre generoso em suas colaborações ao blog. Nesta reportagem sobre a provável candidatura de uma  ex-BBB à câmara dos deputados, colocaram corretamente o título candidata a deputada, sem crase, mas resolveram arriscar no título da imagem, escrevendo candidata à deputada, com crase.

Vamos usar nosso truque para validar crases, trocando o substantivo feminino pelo masculino. Se o A "transformar-se" em AO, então está correta a ocorrência da crase na versão feminina:

  • Correto: ser candidato a deputado, candidatos a deputado, sem crase
  • Incorreto: ser candidato ao deputado
Logo, Ser candidata a deputada é o correto, sem crase, assim como ser candidado a deputado, também sem crase.

Nota: o mesmo vale para candiadato a vereador, candidato a vereadora, candidato a presidente, candidato a síndico - todos sem crase!

Por outro lado, em candidato à presidência ocorre o acento grave indicativo da crase, uma vez que estamos nos referindo a alguma presidência. Lula se candidatou a alguma coisa. A quê? A + a presidência do Brasil, ou seja à presidência (do Brasil).

Para candidatos à vaga de síndico, assim como em presidência, devemos usar o acento grave indicativo da crase, uma vez que quem se candidata, se candidata a alguma coisa (artigo a + preposição a).  Se trocarmos vaga por pleito, substantivo masculino, teremos candidato ao (a + o) pleito.

6 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Referente ao "porquê" escrito no início da frase, não seria correcto escrever ele separado e sem acento circunflexo? Porquês em perguntas são escritos separados e sem acento circunflexo, excepto no caso dos porquês escritos nos finais de interrogativas e seguidos por uma pontuação, nesse caso ele seria separado e com acento circunflexo. Ao meu ver, está correcto o porquê escrito tudo junto e com acento circunflexo, o que está errado é o ponto de interrogação no final, pois a frase "onde e porquê usar crase" não se trata de uma frase interrogativa e, nesse caso, o porquê estaria correcto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Concordo, Gelson! Seria "onde e por que"

      Excluir