sexta-feira, 30 de junho de 2017

Chegar a casa ou à casa



Lágrimas temos nós ao ver Patrício chegar à casa, com acento grave indicador da crase. A crase é a junção da preposição a com o artigo feminio a/as. Se Patrício chegasse à (preposição a + artigo a) casa também sairia da (de + a) casa. Mas todos concordamos que é muito mais usual sairmos de casa, certo? Então, também chegamos a casa, sem crase.

A excessão é se estivermos nos referindo a algumas casa conhecida, como a casa do BBB. Essa casa já é de conhecimento público, e até quem não assiste sabe que um bando de indivíduos se tranca numa casa por semanas a fio. Assim, se Bambam voltar à casa, todos sabem a que casa estamos nos referindo, e a crase passa a fazer sentido.

Uma outra situação com crase é quando nos referimos a uma casa específica, como Trump chegando à Casa Branca.


Correto: Eu chego a casa, sem lenço, sem documento e sem crase. 


Variações corretas:
  • Melania chegou à Casa Branca
  • Pedro chegou a casa
  • Maria chegou à casa de Pedro
  • Juan chega hoje à Casa Rosada

Vale notar que casa, assim como terra, são exceções à regra. Chegamos da igreja e vamos à igreja, chegamos do clube e vamos ao clube, mas chegamos a casa e chegamos a terra, se estivéssemos a navegar pelo mar.

Um comentário:

  1. Certamente erraria uma questão envolvendo a exceção do exemplo do Bambam.
    Ficarei mais atento.
    Obrigado!

    ResponderExcluir