terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Movido a gás, gasolina, adrenalina

Essa capa de pneu tem me perseguido no trânsito. Será que "movidos a adrenalina" leva acento grave indicativo da crase, como aparece na foto abaixo?

Movido a aadrenalina na capa de roda de carro


Troque adrenalina por uma palavra masculina, conforme nosso teste rápido de aplicação de crase, e veja se a frase ganha um "ao". Usemos o substantivo masculino vento. Você escreveria "movido a vento" ou "movido ao vento"? A primeira opção soa muito melhor, não? Movido a vento.

Correto: movidos a adrenalina, sem crase

Variações corretas:

  • movido a gás
  • movido a gasolina
  • movido a etanol
  • movido a óleo
  • movido a energia elétrica
  • movido a energia eólica
  • movido a energia solar
  • carro a gasolina
  • carro a álcool



3 comentários:

  1. A crase é um acontecimento, uma ocorrência. Crase não se usa, não se aplica, crase acontece. O que se usa é o acento grave que indica a ocorrência de crase. A pergunta "Tem crase" e a expressão "uso da crase" são impróprias.
    Aprecio a ideia e o esforço em ensinar, mas ensinar de forma correta.

    ResponderExcluir
  2. "Feito à mão" teria crase?
    Penso que não, pela correlação a "feito a pincel", por exemplo. Mas vejo muita explicação de que levaria sim.

    Outro aspecto: qual é a classificação sintática da locução à/a mão?
    Arriscaria adjunto adverbial; mas de quê?
    Instrumento, meio? Ou seria, em verdade, uma locução adjetiva? Como a estrutura e função é semelhante - suprimida a palavra movido, a locução se refere a um substantivo -, a linha limítrofe entre advérbio e adjetivo se esmorece ainda mais.
    Vejo correlação aos seguintes sintagmas: *(movido)
    A DIESEL;
    À/ A (?) VELA;
    À/ A (?) Corda.

    Tenho medo de não conseguir ver a resposta, caso ela venha. Deixo, pois, meu e-mail: sylviajussara@gmail.com

    Essa dúvida está acabando comigo.

    Muito obrigada!👍👍💕💕

    ResponderExcluir
  3. Primeira ponto a destacar é que o uso do sinal indicativo da crase nas locuções adverbiais de instrumento ou meio não é consenso. Mas indo direto ao ponto, é majoritário o entendimento de que tais locuções devem ser grafadas com o sinal indicativo da crase (o acento grave). Portanto, o correto seria: motor à gasolina, movido à energia elétrica, movidos à adrenalina, barco à vela... O macete de trocar por masculino é bacana, mas jamais deve ser aplicado para as locuções femininas. Para tais locuções a regra geral é simples, se o substantivo for masculino não tem "crase", como é o caso de: fogão a gás, motor a vapor, carro (movido) a álcool, a diesel, pagamento a prazo, etc... No caso de "feito à mão", com certeza "tem" crase.

    ResponderExcluir