quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Crase em "à partir de" by Johnson & Johnson

Quando uma empresa do porte da Johnson& Johnson não consegue acertar uma crase em uma embalagem, é que algo está muito errado com nossa amada língua portuguesa. E o pior é que o erro está em um produto para crianças. Nossos filhos vão crescer escrevendo "à partir de" com crase.   Vejam a foto desta embalagem do produto Crescidinhos.



Visto que a crase é a junção da preposição A com o artigo A, que precede substantivos femininos, não existe razão para colocar crase nesta frase, uma vez que partir, neste caso, nem substantivo é.

Correto: " ...para crianças a partir de 2 anos... "

Partir também pode ser utilizado como um substantivo, porém masculino. Nesse caso, escrevemos:

"Ao partir do comboio, sentaram-se todos."

Nota: A praga da crase em toda e qualquer letra A, bastando esta estar isolada, vem tomando proporções similares ao gerundismo nos call centers. Cansado de mandar e-mails a redatores, resolvi começar a documentar esses casos, começando com esta embalagem. Divirta-se e aprenda com outros casos curiosos do uso equivocado da crase.

7 comentários:

  1. Adorei esse teu blog, eu não sou perfeccionista. Até porque são muitas coisas na língua portuguesa e acabamos por escrever tudo de maneira mais rápida na internet. Mas gosto de escrever corretamente, o mais certo possível. Obrigada, sucesso no blog. Esclareci minhas dúvidas aqui. XD

    ResponderExcluir
  2. Parabéns! Alguëm tem ensinar as coisas de maneira correta prá esse país de ignorantes, amantes de telenovelas. Aliás, as tais juntamente com outros tantos programas televisivos, são fonte inesgotáveis de aberrações contra a Língua Portuguesa. Noutro dia, duas apresentadoras de telejornais (uma muito famosa, a outra nem tanto!) pronunciaram "catéter" em vez de cateter (com a sílaba forte no segundo "e", como é o correto. Enfim ... trágico!(como diria uma das personagens de um famoso seriado americano).

    ResponderExcluir
  3. Certamente que essas crianças não lerão o rótulo do produto ... nem os pais ... e pelo tamanho das letras nem percebam se há ou não crase. Imagino que usou uma lupa para ver a crase ....

    ResponderExcluir
  4. Amigão, fiquei exatamente com essa dúvida pois acabo de me inscrever no FIES (Financiamento do ensino SUPERIOR do governo federal) e no site, após conclusão da inscrição, há o seguinte dizer:

    "Atenção: Comparecer ao banco para contratação do financiamento à partir do terceiro dia útil após a validação da inscrição pela CPSA."

    Com crase e tudo. Fiquei na dúvida e vim ao google buscar algo, onde localizei seu post.

    Será que não existe alguma regra de "à partir" com crase que não sabemos? Porque governo federal e Johnson & Jonhson usando é realmente preocupante para mim que não tenho os 100% de certeza hehehe..

    Abraço

    ResponderExcluir
  5. Sobre o caso do cateter:

    http://usuarios.cultura.com.br/jmrezende/cateter.htm

    ResponderExcluir
  6. "A partir daquele momento, senti que a minha preocupação não era necessária."
    Frase de uma questão de concurso público, que diz não haver crase no 1º "A"
    Porém uma das regras onde diz que a crase é obrigatória diz: "Nas locuções adverbiais..."
    Daquele = de + aquele
    "A partir de" é uma locução adverbial.
    "A partir daquele" deixa de ser uma locução adverbial, e por isso não vai a crase no "A" ?

    ResponderExcluir