segunda-feira, 18 de março de 2013

Agradeço a Deus por não pôr crase

Crase Agradeço a Deus


Discussões teológicas à parte, devemos agradecer a Deus ou à Deus por alguma graça alcançada? Pois bem, considerando que Deus é considerada uma palavra masculina, apesar de ter a conotação de nome próprio, o correto é escrever-se agradeço a Deus, sem crase. Se Deus fosse Pedro na frase, agradeceríamos à Pedro? Claro que não.
Gramaticamente também está correto agradecer ao deus da chuva ou à deusa grega, mas nunca à Deus.

CORRETO: agradeço a Deus

Aproveitando o tema, o mesmo vale para graças a Deus, sem crase, gratidão a Deus, glória a Deus. 

47 comentários:

  1. Erradíssimo dizer "Tem crase?" o correto é " Ocorre crase?" Crase é um fenômeno, e acento grave é o que colocamos na vogal em decorrência de.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O "e", por ser uma conjunção aditiva, não requer a pontuação de pausa, sendo assim, o uso da vírgula antes do "e", é desnecessário.
      Abraço!

      Excluir
    2. O "e", por ser uma conjunção aditiva, não requer a pontuação de pausa, sendo assim, o uso da vírgula antes do "e", é desnecessário.
      Abraço!

      Excluir
    3. Oh Caio, na minha frase é necessária o uso da vírgula para não produzir ambiguidade! veja como poderia ser a interpretação sem a vírgula:
      crase é um fenômeno e acento grave
      Sem a vírgula, entende-se que a crase é as duas coisas!

      Excluir
    4. Fabrício está certo. Além disso, com sujeitos diferentes permite-se a vírgula antes do "e".

      Excluir
    5. é sim necessária!

      Excluir
    6. Necessário, pois está se referindo ao "uso".
      Então, o uso é necessário.

      Excluir
    7. rapaz, mas esse tópico já tem tempo!!!!
      kksksksksk
      '

      Excluir
  2. Correto, Fabricio. O nome do blog é "tem crase" pelo fato de ser esse o termo mais frequentemente utilizado na internet por pessoas com dúvidas de crase. Considere uma "liberdade autoral" :-). Curiosamente, em 3 anos de blog, é a primeira vez que alguem reparou nisso.

    ResponderExcluir
  3. Também foi errado dizer: "erradíssimo".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  4. Pessoal, se atentem à ajuda que o site está nos oferecendo. O foco é " tem ou não tem Crase "

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O foco é "ocorre ou não ocorre crase?"... rsrsrsrsrs

      Excluir
    2. O foco é: Cuidem de suas próprias vidas, foque na ajuda que o site oferece de graça e parem de bancarem os intelectuais de plantão que acabaram de comer sopa de letrinhas. Esse é um local para ajudar as pessoas e não para ficar apontando errinhos de gramática para mostrar que nosso português é perfeitinho. Coisa de brasileiro: Sempre procurando julgar, criticar e apontar erros. Até parece que ninguém aqui nunca escreveu ou falou errado. Graças a Deus cometo erros de português e tenho liberdade para fazer.

      Excluir
    3. Palmas para vc, Zan Mario!!! Falou tudo!!!

      Excluir
    4. Valeu!!! Até os catedráticos erram! Língua Potuguesa... linda e cheia de atenções...

      Excluir
  5. Verdade! O site é muito útil!!! :)

    ResponderExcluir
  6. Informações boas!! Devemos agradecer a vocês por elas; me ajudaram muito. Obrigada!

    ResponderExcluir
  7. A palavra Deus é una exceção. Tem crase sim!! "Não temo à Deus"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradecer à Deus é o correto! A crase é uma especificidade da palavra Deus!!!!! ATENÇÃO!!!!!

      Excluir
    2. A crase não existe neste caso, principalmente por "Deus" não ser palavra feminina!
      A crase caracteriza-se por ser a junção do "a" preposição + "a" artigo. O "acento" indica quando há 2 "a" Mas não é o caso!

      Se tentarmos substituir o "a" preposição pela preposição "para" poderíamos arriscar uma "frase de tira-teima" veja:

      Se refizéssemos a frase, poderíamos dizer: "Dou graças para(a) Deus" mas nunca "Dou graças para(a) a Deus" porque não existe "a Deus", se fosse "a Deusa" tudo bem, aí iria crase.
      Dou graças para(a) a Deusa = Dou graças à Deusa.
      Dou graças para Deus = Dou graças a Deus= Agradeço a Deus!

      resumindo:
      CERTO: Agradeço a Deus.
      ERRADO: Agradeço à Deus.

      Excluir
    3. Nossa! Perfeita explicação! Obrigado!

      Excluir
    4. "Especificidade", "exceção"? Vocês acabaram de criar uma nova regra para o uso da crase! Eu hein!

      Excluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Gostei do texto. Bem objetivo, e resume as regras essenciais.

    ResponderExcluir
  10. Vamos acabar com a dúvida? Sim! http://duvidas.dicio.com.br/perante-a-ou-perante-a/

    ResponderExcluir
  11. Muito bom. Aprendi muito. Boas e importantes considerações.

    ResponderExcluir
  12. Obrigada pela explicação, me ajudou muito.

    ResponderExcluir
  13. Obrigada pela explicação, me ajudou muito.

    ResponderExcluir
  14. acabei ficando na dúvida, mas creio que não ocorrer o fenômemo da crase

    ResponderExcluir
  15. Um bando de "entendidos da língua" discutindo algo que parece ser lógico, se é correto ou erradíssimo, tirando o foco da explicação. Na maior parte das vezes, os "entendidos" não se entendem e cada lado angaria "defensores". Em suma, por essas e outras que podemos afirmar: Matemática é infinitamente melhor, pois os resultados encontrados serão idênticos em ambos os cálculos. Ou seja, a matemática "elimina" os "entendidos" que discutem entre si, quem está certo. SEMPRE MARAVILHOSO VER UM PROFESSOR ENTENDIDO DE PORTUGUÊS TENTANDO CONVENCER OUTRO, CRIANDO ARGUMENTOS, DEBATENDO E SINCERAMENTE, CHEGANDO A LUGAR NENHUM... COM OU SEM CRASE. rsrsr.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeita a colocação. Sempre teremos alguém corrigindo outro, criando novos argumentos, sem atentarem para o foco da mensagem principal.

      Excluir
    2. kkkkkkkkkk entendidos... Essa foi boa. Mas matemática é difícil. Será por isso que os caras vão fazer letras?

      Excluir
    3. Não se trata de tentar convencer ninguém. O mau uso da língua causa sim ambiguidades e distorce a mensagem, então é importante atentarmos nas regras.
      Graças aos desafios - e a muitos outros motivos - que a língua portuguesa é linda e apaixonante.
      E a matemática também é bem interessante. São áreas e formas diferentes de ativar nosso cérebro. Dispenso nenhuma.

      Excluir
  16. Vou pedir à Deus:bênçãos, prosperidade, saúde e paz pra você!
    Esta errado o uso da crase?

    ResponderExcluir
  17. Vou pedir à Deus:bênçãos, prosperidade, saúde e paz pra você!
    Esta errado o uso da crase?

    ResponderExcluir
  18. Parabéns para todas as manifestações.
    À meu sentir (será que devo usar crase? rsrs) todo debate é válido.
    O leitor há de ter habilidade para escolher a resposta correta.

    ResponderExcluir
  19. A nossa cultura é dinâmica... Tudo se transforma, tem validade... até as palavras ficam caducas, morrem... (caem em desuso). Surgem outras por neologismos, ou pelas gírias que se acomodam ao nosso olhar, ao nosso gosto... Não devemos amordaçar as regras e as normas pois estas também são transitórias. Que fazer com as normas? Entendê-las para aceitá-las e usá-las sem discutir. Quem discute é porque não entendeu... Quem entende perdoa a dificuldade do outro em entender. Aqui se torna um canal de "conforto" pois teríamos a resposta pronta, porém o canal das dúvidas devem ser "toleradas" com as várias opiniões pois há momentos em que não há uma única resposta e as discussões tornam-se desnecessárias.

    ResponderExcluir
  20. O "toleradas" acima entre aspas é uma licença autoral pois o correto é TOLERADO pois se refere, em verdade, à palavra CANAL.
    Este tipo de concordância se faz pelo significado e não de acordo com as regras gramaticais e esta figura de linguagem se chama SILEPSE que, por sua vez se desdobra em três tipos... silepse de gênero, silepse de número e silepse de pessoa. VAMOS ESTUDAR, gente... Para discutir menos.

    ResponderExcluir