domingo, 13 de dezembro de 2009

Uso da Crase - truque: troque por masculino

A + O=AO
A + A = À (crase)

A crase é a é a junção da preposição A com o artigo A, que precede substantivos femininos. Ao invés de AA, utiliza-se a crase.Logo, a crase só é utilizada por via de regra quando a palavra que a segue é um substantivo feminino. Entendido isso, fica fácil entender quando usar a crase.

Exemplo: (substantivo feminino: A Feira) -
Vou a algum lugar -> Vou a+a feira -> Vou à feira comprar legumes.


Um truque que ajuda a identificar se determinada frase leva crase ou não é trocar a palavra que segue a crase por um substantivo masculino (se já for masculino, não terá crase). Se após a substituição o A for substituído por AO, então a frase original no feminino terá crase.

No exemplo acima, "Vou à feira comprar legumes.", trocamos o substantivo feminino "a feira " pelo masculino "o supermercado".

(substantivo masculino: O supermercado) -
Vou a algum lugar -> Vou a+o supermercado -> Vou ao supermercado comprar legumes

Nesse caso, trocando o substantivo feminino a feira pelo masculino o supermercado, a frase ganhou o AO. Assim, podemos ter a certeza de que a frase original leva crase.

Nota: Apesar de ser comum ler-se "Vou na feira", esta forma estaria correta apenas se a Feira fosse uma égua e você estivesse indo a algum lugar montado nessa tal de Feira. Note que EM+A=NA.
Exemplo: Vou à feira na carroça da minha tia. Podemos ver na imagem abaixo outro exemplo onde é correto utilizar-se "ir em":

Ir na feira ou ir nos transportes de Lisboa


Outros exemplos:


  • O almoço é servido às 13 horas.
  • O almoço é servido ao meio-dia.
  • Bacalhau à moda da casa.
  • Bacalhau ao estilo do chefe.
  • Saímos à noite.
  • Saímos ao anoitecer.
  • Estou à sua disposição.
  • Estou ao seu dispor.
Quando não usar crase:

  • Obras a 500 metros.
  • A partir de hoje , escreveremos "a partir de" sem crase.
  • De segunda-feira a sexta-feira, descanso.
  • De uma a dez pessoas...
  • A poucos metros de distância
  • Feliz natal a todos (próspero ano novo a todos, feliz páscoa a todos, feliz dia das mães a todas as mães...)
E, para concluir, deixamos o Caetano Veloso explicar, com muita propriedade, a utilização da crase:


53 comentários:

  1. A égua feira foi sensacional ! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk. Eu ri muito aqui. Josmar Oliveira

      Excluir
    2. A Égua Feira foi a melhor!!! rsrsrs

      Excluir
    3. essada égua feira foi iláriakkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  2. Por que se erra tanto o porquê, como neste blog???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu só me perco pra usar o "porquê". Nas outras 3 formas não tenho dúvida.

      Excluir
    2. Olá, me chamo Jhony Douglas, e aí vão os "porquês":

      Por que: Pergunta: "Por que você está chorando?"
      Porque: Resposta: "Porque meu tio morreu"
      Por quê: Final de frase: "Você está mesmo feliz? Por quê?"
      Porquê: Causa, motivo, razão: "Diga-me o porquê de você estar triste"

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Como usar o porquê:
      Não é simples assim.
      O conteúdo é bem rico.
      Porque--> é uma causa ou explicação. Ex: Porque perdeu o anel ficará deprimida. (Observem que a frase está invertida).
      Por que--> é um motivo, uma razão, uma pergunta implícita.
      Ex: Não entendi POR QUE ele não gosta da peça.
      Porquê--> quando for substantivado.
      Ex: Não sabemos O PORQUÊ daquela briga.
      Por quê--> motivo, razão com pausa na ideia, representada por pontuação.
      Ex: A despeito de nunca entender POR QUÊ, acatava as ideias do irmão. Não é apenas final de frase.
      Lucas Medeiros

      Excluir
  3. Só uma observação...
    Na enquete "Por quê se erra tanto a crase ?" o uso do "Por quê" está incorreto, não está ?

    Pelo que eu sei, o correto, nesse contexto, seria:
    "Por que se erra tanto a crase ?"

    ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, me chamo Jhony Douglas, tenho 15 anos (desnecessário, mas... kk)
      Sim, o uso do "por quê" está errado. Porque ele fez uma pergunta, então o correto seria desemendado.

      Por que: Pergunta
      Porque: Resposta
      Porquê: causa, motivo, razão
      Por quê: Final de frase

      Excluir
  4. quais as frases abaixo a crase esta empregada de maneira correta:
    1 - Andou à cavalo
    2 - Comecei à cantar
    3 - Pediram à mim que me ausentasse

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em nenhuma delas... Óbvio!

      Excluir
    2. Olá, me chamo Jhony Douglas, se quiser me adicionar no Facebook: https://www.facebook.com/Jhony.Douglas.Tiros

      Irei tirar sua dúvida!
      Nenhuma está correta, você me pergunta: "Mas por quê?"

      MIM: evidentemente que não existe nenhuma possibilidade de haver crase porque há apenas a presença de preposição na frase em estudo. (Pediram para mim) PARA (preposição)

      CANTAR: Cantar é verbo, antes de verbo nunca emprega-se a crase.

      CAVALO: É uma palavra masculina, evidentemente não terá crase.

      :)
      Se tu quiseres adicionar-me no Facebook, podemos conversar mais sobre isto!

      Excluir
    3. "Isto" está errado, o certo seria isso.

      Excluir
  5. Desta forma,

    "Desejamos a todos um feliz natal!"
    Ficaria sem a crase? Correto?

    ResponderExcluir
  6. à prova de choque, certo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. explique o motivo da frase à prova de choque, tem crase, pelo que eu entendi, teria que trocar a palavra prova por uma masculina, então por qual palavra masculina eu poderia trocar para saber se há crase ou não?

      Excluir
    2. Tente a palavra masculina "teste".

      Excluir
  7. Com relação às três frases acima, nenhuma delas tem crase, pois:
    Andar a cavalo - cavalo é substantivo masculino
    Comecei a cantar - cantar é verbo
    Pediram a mim... - mim é pronome oblíquo

    ResponderExcluir
  8. Decididamente, por mais que eu queira e tenha boa vontade, o português é um CÓDIGO SECRETO e não uma língua para comunicação.Se utilizarmos a linguagem culta, como as vezes se pede em concurso, não será estabelecida uma comunicação, pelo fato de poucos entenderem o que se quer falar. Até um blog como esse, que tem a intenção de nos ajudar a entender essa MALDITA CRASE, erra no uso do PORQUE.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E infelizmente você continua errando a crase: "como às vezes" tem crase sim!

      Excluir
    2. Desculpe a ousadia,mas nem sempre.Ocorre quando a locução adverbial for de tempo.Português e suas exceções, como sempre.

      Excluir
  9. De uma coisa eu tenho certeza, quem estuda a língua portuguesa nunca sofrerá de Alzheimer, pois quem a estuda estará fazendo milhões de conexões para entendê-la.

    ResponderExcluir
  10. A da feira égua foi boa

    ResponderExcluir
  11. Um dúvida: Viva a Anarquia ou Viva à Anarquia?
    Sei que os dois podem ter sentidos diferentes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viva o Brasil, viva a anarquia. Por essa lógica, você não está errado se não colocar a crase...

      Excluir
    2. Mas nesse caso o "viva" é "um viva", aí será "um viva à monarquia..." então, "viva à monarquia" "viva ao plebiscito" ... =)

      Excluir
  12. está correto acento na frase: recibos dos meses de outubro de 2010 à maio de 2011 ?

    ResponderExcluir
  13. Não, não há. Veja o post de crase em datas. http://www.naotemcrase.com/2010/08/de-periodo-x-y.html.

    ResponderExcluir
  14. Com que frequência ele usa a internet e o que ele geralmente faz na web? ou Com que frequência ele usa à internet e o que ele geralmente faz na web?
    com crase ou sem crase?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Troque internet (gênero feminino - a internet) por outro substantivo masculino e veja o que acontece. "Com que frequência ele usa o banheiro" ou "com que frequência ele usa ao banheiro"? A primeira versão é a mais aceitável, concorda? Assim, o correto á a versão sem crase, em sua pergunta.

      Excluir
  15. Viva a didática ou Viva à didática?

    ResponderExcluir
  16. Muito boa as dicas. Porém crase é só mais uma burocracia brasileira, não agrega valor em nada.

    ResponderExcluir
  17. Não agrega valor em nada e fazem as pessoas perder tempo;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ..as pessoas perder ou perderem tempo? o.O

      Excluir
    2. A crase agrega muito valor, sim!
      Uma frase sem crase poderá conter ambiguidades, como nos exemplos abaixo:

      O homem pinta a máquina. (Ele pinta a máquina de alguma cor)
      O homem pinta à máquina. (Ele usa uma máquina para pintar outro objeto)

      Ele vendeu a vista. (Ele vendeu o órgão responsável pela visão, vendeu seu olho)
      Ele vendeu à vista. (Ele vendeu algum produto com a forma de pagamento no momento da venda)

      Excluir
    3. Ótima resposta, anônimo :-). Vou começar a redigir mais posts onde a ausência da crase passa exatamente essa mensagem dúbia. Este post (http://www.naotemcrase.com/2014/10/contruir-as-margens-de.html) é um exemplo disso.

      Excluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. Complete as lacunas corretamente: "Ontem, assisti ___ filme com meu namorado, depois fomos ___ lanchonete e pedimos dois lanches. Não ficamos ___ vontade quando o garçom ficou nos rodeando enquanto olhávamos o menu, então desistimos e fomos embora, para jantar em outro local. O problema era que ___ era ___ única lanchonete aberta, então voltamos para minha casa e pedimos uma pizza."

    Sua resposta: àquele - a - à - aquela - a

    Resposta correta: àquele - à - à - aquela - a

    por que na frase "depois fomos ___ lanchonete e pedimos dois lanches.", a palavra lanchonete tem crase ? E o mesmo principio VOU A/VOLTA DA!

    ResponderExcluir
  20. "um erro chato, um erro que eu não gosto" by:Caetano.

    ResponderExcluir
  21. na frase: o banco agradece à loja por ter disponibilizado salas?

    ResponderExcluir
  22. Em relação ao uso dos porquês não tenho nenhuma dúvida,o porém é a crase q sempre surgiu aquela incerteza, e também o uso do essa e esta? Poderia me explicar melhor?

    ResponderExcluir